MOVINGLight® vs Premium Laser SIntering

MOVINGLight® vs Premium Laser SIntering

As tecnologias MOVINGLight® e Premium Laser Sintering (PLS) são ambas fundamento de processos de fabricação aditiva para aplicação industrial. Apesar de ambas sustentarem processos desenvolvidos em camadas e que formam objetos através da transmissão de energia a um material, possuem diferenças fundamentais que as tornam adequadas para diferentes tipos de aplicação.

Como a tecnologia MOVINGLight® processa resinas com suspensões, os materiais finais gerados pela mesma são simulações de plásticos cujas características podem ser melhoradas pela adição de cargas (cerâmica, metal, etc.). Outro detalhe importante é que esta tecnologia se baseia num processo químico que pode ser iniciado pela transferência de energia à resina, mas cujo final não pode ser controlado. A exposição destas peças a radiação UV, como a da luz solar, prolonga o processo e transformação do material.

Pela análise prática das aplicações já estudadas e testadas, a tecnologia MOVINGLight® é ideal para prototipar aspetos plásticos; para desenvolver processos de fundição por resina perdida; e para fazer ferramentas de moldação de curta duração. A sua alta definição e qualidade superficial permitem estudar e testar formas, e criar superfícies moldantes, mas é limitada no teste funcional, pois a resistência ao choque e flexibilidade das peças é muito baixa. São peças que em ambiente de uso final podem facilmente quebrar-se, por vezes de forma aparentemente espontânea.  Devem por isso ser resguardadas da luz solar.

Os materiais de construção da tecnologia PLS são poeiras de materiais finais e estáveis ao longo do tempo pós-produção. Devido às características do processo é possível processar materiais de grande flexibilidade e resistência mecânica, capazes de suportar uso final e grandes cargas de esforço. Por isso, a tecnologia Premium Laser Sintering é ideal para prototipar peças funcionais com cargas mecânicas elevadas e para fazer peças e assemblagens funcionais em materiais de uso real como Poliamidas, TPU e brevemente Polipropileno.

Devido às suas características e tipologias de aplicação, a MOVINGLight® e a Premium Laser Sintering são tecnologias que se complementam e que permitem juntas um vastíssimo leque de soluções para criar, testar, e desenvolver tanto as soluções mais simples como as mais inovadoras.

O que é a fabricação aditiva?

O que é a fabricação aditiva?

O conceito de impressão 3D entrou nas nossas casas e locais de trabalho e começou a fazer parte do nosso quotidiano. Muitos de nós já vimos aquelas pequenas impressoras 3D que com um filamento de plástico e muita paciência criam “do ar” objetos que podemos admirar. São curiosidades, bonecos, utilidades, ferramentas, … tudo parece ser possível. É um conceito verdadeiramente mágico. Existem muitas tecnologias e muitos modos de fazer este truque, mas foi desse momento mágico, em que do nada se faz aparecer alguma coisa, que nasceu a fabricação aditiva.

Na indústria tradicional existe um processo muito comum para fazer ferramentas ou outros objetos. A um bloco de um dado material, que tenha dimensões superiores às dimensões exteriores da peça que queremos produzir, vamos cortando, furando e escavando de modo a remover todo o material que está a mais até atingirmos a forma final que pretendemos. A este processo industrial chamamos fabricação subtrativa. Porquê? Porque subtraímos ao stock inicial, todo o material que não é necessário.

A fabricação aditiva, por contraste, é um processo industrial que começa com modelos 3D digitais – desenhos CAD transformados em malhas – e que numa plataforma vazia constrói, camada a camada, todos os objetos correspondentes aos modelos inicias, adicionando ou processando apenas o material necessário para os fazer.

Porque a impressão 3D é um conceito popular e adequado para casa e escritório, chamamos impressoras 3D a essas máquinas de pequeno porte que fazem magia construtiva. Para a fabricação aditiva, conceito plenamente associado à indústria, necessitamos máquinas com mais capacidade, dimensão e robustez. A essas máquinas chamamos Centros de Fabricação Aditiva.

MOVINGLight®

MOVINGLight®

MOVINGLight®

A tecnologia de fabricação aditiva patenteada pela Prodways e denominada Moving Light baseia-se num processo de cura por luz ultravioleta de resinas fotossensíveis. A luz é gerada por um projetor DLP de alta potência e alta definição que se movimenta pela câmara de construção. Estas resinas são liquidas e consistem em suspensões de monómeros que quando irradiados pela luz ultravioleta formam cadeias de polímeros que dessa forma se tornam sólidos. Camada a camada de resina nivelada na câmara de construção, os modelos são feitos segundo as geometrias iniciais que foram transformadas numa sequência de imagens 2D correspondendo cada uma delas a uma camada. As peças feitas por esta tecnologia apresentam uma qualidade superficial muito alta e podem possuir detalhes de enorme precisão. Devido ao meio de construção ser liquido, é necessária a criação de estruturas de suporte que permitam a evolução da construção. São geralmente postes e estruturas lattice que sustentam a construção e que são removidas após o final da mesma. A remoção destas estruturas pode deixar marcas nas peças.

PRODWAYS

PRODWAYS

O Grupo Prodways anuncia duas aquisições importantes para se estabelecer como líder em impressão 3D

A Prodways subsidiária do grupo Gorgé anuncia a aquisição da INITIAL, o principal fabricante independente francês de peças através de impressão em 3D, e da NORGE Systems, uma start-up inglesa especializada na concepção de impressoras 3D usando a Sinterização Seletiva a Laser (SLS).

Estas duas aquisições marcam um passo significativo na estratégia implementada pelo Grupo Gorgé desde a sua entrada no mercado de impressão 3D, há dois anos. O grupo pretende estabelecer-se rapidamente como uma referência no fornecimento de uma gama de serviços multi-tecnológicos de impressão 3D aos seus clientes.

O Grupo Gorgé já completou vários marcos importantes desde que adquiriu a Prodways em 2013. As conquistas das equipas desta empresa, lideradas por Philippe Laude e cuja actividade aumentou cinquenta vezes em pouco mais de um ano, deu visibilidade global à tecnologia MovingLight® , que oferece muito maior precisão e produtividade em termos de impressão 3D.

Graças a estas duas aquisições, a estratégia do Grupo Gorgé – apoiado pela Prodways – será lançada horizontalmente através do acrescento de novas tecnologias de impressão 3D, e verticalmente através do desenvolvimento ou aquisição de entidades que fabricam peças através de impressão 3D. Essas entidades podem oferecer serviços gerais ou serem especializadas em aplicações.

Raphael Gorgé, Chairman e CEO do Grupo Gorgé, fez a seguinte declaração: ” O, sucesso técnico e de negócios operacional das equipas da Prodways têm ajudado o nosso grupo a ganhar maior perspectiva de um mercado com enorme potencial. O nosso objetivo é estabelecer-nos rapidamente como um grupo capaz de fornecer soluções de impressão 3D que abrangem todas as tecnologias disponíveis, partindo da impressão de polímeros até à impressão de metal. As aquisições da INITIAL e NORGE Systems representam um grande passo em frente no nosso desenvolvimento, e estamos orgulhosos de acolher as suas equipas – conhecidas na indústria da impressão 3D pela sua competência excepcional – dentro do nosso grupo “.

INITIAL

INITIAL

Aquisição da INITIAL

A INITIAL é o principal fabricante independente francês de peças através de impressão 3D. A empresa possui todas as tecnologias (resinas, plásticos e metais), além de um escritório de design e um serviço de digitalização 3D permitindo o desenho ou redesenho de peças para todos os sectores de actividade. Os recursos de injeção de termoplásticos significam que a empresa também pode produzir produtos em pequena quantidade.

A INITIAL tem uma carteira de mais de 1.200 clientes, emprega 65 funcionários e obteve receitas de € 8,6 milhões em 2014, com um EBITDA de mais de 20%.Abrange vários setores, como as indústrias aeroespacial, biomédica e de luxo.

A união de forças marca o apoio da gestão inicial para o projeto, apoiado pelo Grupo Prodways, para se tornar um grupo global que oferece uma gama de serviços multi-tecnológicos e todos os serviços de impressão 3D.

A aquisição da INITIAL permitirá acelerar o seu desenvolvimento com maiores recursos e ampliar ainda mais a sua ambição. Em particular, terá a oportunidade de estabelecer-se em mercados-chave de longo prazo com os principais clientes que venham a confiar na empresa com a produção em massa de peças. Os quadros dirigentes permanecerão à frente da empresa a introduzir esta nova fase de desenvolvimento

Graças à INITIAL, O Grupo Prodways pode melhorar o seu conhecimento sobre as necessidades dos clientes e oferecer-lhes um pacote completo de serviços que vão desde a fabricação de uma peça protótipo simples até à concepção de um estúdio de impressão 3D abrangente, possivelmente operado pelas suas próprias equipas. Esta aliança permitirá também à Prodways para oferecer um back-up de soluções para os seus clientes, que são essenciais num ambiente industrial.

NORGE SYSTEMS

NORGE SYSTEMS

Integração de conhecimentos NORGE Systems

NORGE Systems é uma start-up inglesa cujos fundadores desenvolveram uma gama de máquinas de fabricação de aditivos (impressão 3D) usando sinterização seletiva a laser (SLS).

Os fundadores da NorgeSystems e as equipas Prodways têm trabalhado juntos em Les Mureaux à vários meses para optimizar essas máquinas e começar a comercializá-las. Esta aquisição representa um importante passo em frente no desenvolvimento do Grupo Prodways, que alcançou o seu objetivo de se tornar o terceiro maior grupo a oferecer serviços de impressão 3D multi-tecnológicos. A primeira máquina de SLS deverá estar operacional no primeiro semestre do ano, e comercializada antes do final do ano.

A Gestão do Grupo irá fornecer novas metas de receita para a empresa de impressão 3D ao publicar seus resultados anuais a 2 de Abril de 2015.

Para mais informações consulte: www.prodways.com